SUCOS NATURAIS – FONTES DE SAÚDE E JUVENTUDE

download (1)

Começar o dia com suco deixa a boca doce e o hálito fresco. A energia que as frutas e legumes proporcionam dá uma sensação de alegria que faz você encarar a vida, a o trabalho, o companheirismo com otimismo e bom humor.
Pense sempre em qualidade , não em quantidade, e lembre-se de que a variedade é parte integrante da qualidade. Por isso, esse toda a sua criatividade e não restrinja a 2 ou 3 legumes e frutas. Aproveite toda a variedade que temos no Brasil, terra rica em vegetais e frutas.
Veja quais frutas , legumes e verduras podem trazer pra você uma melhor disposição e saúde.

 SUCOS QUE SÃO FONTES DE JUVENTUDE.

As frutas e os legumes que contêm betacaroteno, o produtor de vitamina A, ajudam a manter a juventude dos órgãos, retardando o seu envelhecimento.
São alimentos diuréticos, depurativos e desintoxicantes. Por isso, use e abuse de: Maçã, uva, cenoura, melão, pêssego, manga, melancia, laranja, abacaxi, melão, beterraba, agrião, limão, mamão, caqui, morango, tomate, couve, agrião, pepino e principalmente os vegetais de cor verde.

UVA COM LARANJA
1 cacho de uva
3 laranjas
Bata no liquidificador as uvas e a laranja descascada ou passe na centrífuga.
Obs: Não despreze a película branca da laranja, que é extremamente rica em vitamina C,Vitaminas do complexo B, potássio, zinco, fósforo e açúcares naturais e torna o suco mais encorpado.

MAÇÃ COM MELÃO OU MELANCIA
3 maçãs
2 fatias de melão ou melancia
Bater no liquidificador ou passar pela centrífuga.

ABACAXÍ , MAÇÃ E COUVE
2 fatias de abacaxi
1 folha de couve
2 maçãs
Bater no liquidificador ou passe na centrífuga.

Obs: Tome o suco logo após fazer para aproveitar todas as vitaminas e minerais das frutas e legumes. Experimente cada dia trocar as frutas e assim saborear e aproveitar as vitaminas e minerais de cada fruta, legumes e verduras.

Sucos para acelerar o metabolismo

download (1)
Suco de frutas e gengibre
Ingredientes:
– ½ unidade de maçã vermelha
– ½ fatia fina de abacaxi
– ¼ pedaço pequeno de gengibre
– 1 colher (sopa) de hortelã
– 1 colher (sopa) de suco de limão
– 1 colher (chá) de chá verde folhas secas

Modo de Preparo
Faça o chá verde, deixe esfriar e bata todos os ingredientes no liquidificador. Sirva a seguir.

Suco de uva e romã
Ingredientes:

1 xíc. de uva fresca
Meia xíc. De sementes de romã ( sem a parte branca, deixa amarga)
1 xíc. de agua
Gelo

Bater no liquidificador , coar. Ou passe na centrífuga. Tome em seguida
Suco de frutas com linhaça

Ingredientes:

1 ameixa preta sem caroço
2 Fatias de abacaxi
3 Folhas de hortelã
1 Copo de água mineral ou filtrada
1 Colher (sopa) de semente de linhaça

Modo de fazer:

Deixe a ameixa de molho na agua por 8 hs ( de véspera)
Colocar no liquidificador e acrescentar os outros ingredientes e bater.
Beba em seguida sem coar.

Semente de Chia

foto chia
O Superalimento
A chia é o nome popular da Salvia Hispanica, uma planta herbácea  da família das lamiáceas, de origem das regiões da Guatemala, do México e da Colombia.
A semente de chia é uma semente com propriedades nutritivas especiais e foi muito consumida por civilizações antigas (como a Asteca no México), principalmente por quem precisava de força e resistência física. Ela é uma semente pequena de forma oval (cerca de 2 mm de comprimento) e de cores variadas (acastanhadas, cinzentas, pretas e brancas).
Foi descoberta há centenas de anos, cuja composição nutricional e respectivos benefícios para a saúde, já são desde aquela época conhecidos.

Vitaminas, minerais e propriedades

Ômega 3: A semente da chia é uma das mais ricas fontes conhecidas, tanto animal quanto vegetal. Esse tipo de gordura do bem diminui os níveis de triglicérides, aumenta os níveis de HDL e diminui o risco de problemas cardiovasculares
Cálcio: cinco vezes a concentração do mineral encontrada no leite de vaca. Foi recentemente descoberto, que ele também ajuda a queimar gordura no organismo.
Magnésio: possui duas vezes mais do que em castanhas e nozes .
Manganês e fósforo: três vezes mais do que no espinafre.
Vitaminas e minerais : A chia é fonte de vitaminas do complexo B, fundamentais para o bom funcionamento do nosso sistema nervoso. Além disso, possui diversos minerais como o cálcio, fósforo, magnésio, potássio, zinco, ferro e cobre.  O cálcio presente na chia ajuda na formação da massa óssea, evitando a osteoporose. E o ferro, pode ser um ótimo aliado no combate de anemias.

Proteínas:  É uma fonte de proteína completa, que fornece todos os aminoácidos essenciais que o homem precisa. A chia possui maior quantidade de proteínas quando comparada a outros cereais como o milho, o arroz, a aveia e o trigo. Por isso, pode ser uma ótima opção para praticantes de atividades físicas, já que a semente ajuda na manutenção de massa muscular.

Fibras: a alta concentração de fibras alimentares faz da chia um aliado do emagrecimento e na boa digestão.

Benefícios da Chia

  •  Ação anti-inflamatória,  porque  o  grão fornece o ômega 3 (ácido linolênico), que tem a propriedade de combater a inflamação do organismo. Um estudo realizado por AYERZA, R e COATES W, publicado na revista Annals of Nutrition and Metabolism .
  • Ação antioxidante, combatendo a ação dos radicais livres que levam ao envelhecimento precoce e também resultam no desenvolvimento de algumas doenças.
  • controle do diabetes,  graças ao alto teor de fibras, o que ajuda a melhorar a sensibilidade ao hormônio insulina, melhorando a glicemia pós prandial (pós refeição). As fibras tornam mais lenta a absorção dos açúcares pelo intestino, o que ajuda e muito a manter a glicemia (açúcar no sangue) controlada. CHICCO,A. e colaboradores, em 2009, publicaram na revista British Journal of Nutrition um estudo que concluiu que uma dieta incluindo o grão de chia influencia positivamente na melhora da resistência à insulina, o que é fundamental para o bom controle do diabetes.
  • Nas dietas de emagrecimento ou na manutenção do peso ideal, por ser fonte de fibras solúveis que formam um composto gelatinoso  no estômago, tornando a digestão mais lenta e  resultando num aumento de saciedade. Isso favorece uma melhor seleção dos alimentos nas refeições seguintes, bem como redução nas quantidades, uma vez que reduz apetite. Quando em contato com a água, a chia forma uma base de gel que simplesmente “incha” o estômago, retarda a fome e a velocidade com que o organismo assimila os carboidratos. As sementes de chia absorvem cerca de 12 vezes do seu peso  em água, hidratando o corpo e protegendo a mucosa do intestino. Essas fibras ainda retêm parte da gordura presente nos alimentos, eliminando esses excessos nas fezes”, assim explica a nutricionista Márcia Curzio do Rio de Janeiro.   Para emagrecer é necessário respeitar a quantidade de semente de chia. É recomendado apenas 1 colher de sopa por dia, 30 minutos antes da refeição à sua escolha, seja no café da manhã, almoço, lanche da tarde ou jantar.
  • Redução do risco de doenças  cardiovasculares, diabetes, dislipidemia em indivíduos que apresentam sobrepeso, isso também por melhorar a resistência à insulina e perfil lipídico. Os indivíduos obesos ou que apresentam sobrepeso já tem fator de risco para o desenvolvimento de diabetes e doenças cardiovasculares. Em março de 2011, na revista Journal of Nutritional Biochemistry, pesquisadores concluíram que o grão de chia introduzido na alimentação dos animais analisados melhorou a sensibilidade à insulina, reduziu a gordura visceral, o que já é fator de proteção para doenças cardiovasculares.
  • Prisão de Ventre, ajudando com a boa saúde intestinal, isso também pela quantidade de fibras que fornece.

controle da pressão arterial, porque o ômega 3  presente tem efeito anti-hipertensivo.
Um poderoso alimento para incluir nas dietas de vegetarianos, por ser  fonte de proteínas vegetais. A qualidade da proteína é excelente, contendo muitos aminoácidos essenciais.
Os Grãos (sementes ao natural): Preserva as propriedades nutricionais mais intactas. Pode-se incluir em sopas, bolos, saladas, polvilhar em cereais, iogurtes, frutas e até adicionar em bebidas (sucos ou água).

É importante enfatizar que a chia deve fazer parte de uma dieta nutricionalmente variada e equilibrada, para que seja possível colher os seus benefícios para a saúde. Como todo alimento, é recomendado que o seu consumo seja parte de um rodízio, no qual haja variação com outras fontes de grãos e sementes.

Fonte : veja.abril.com.br
Fonte: Dieta e Saúde

ALIMENTOS PARA DAR UM “UP” NA SUA IMUNIDADE

images (55)

Para ficar livre de constantes gripes, resfriados, garganta inflamada, feridas, herpes e outras doenças que não matam mas incomodam muito é preciso turbinar o sistema imunológico, consumindo os alimentos certos e evitando outros. De acordo com a médica ortomolecular Anna Bordini, “leite e derivados, açúcar refinado, cafeína, sal, álcool e alimentos industrializados e ricos em gorduras trans podem enfraquecer o sistema imunológico.
Um sistema imunológico fraco deixa o organismo frágil e sujeito a doenças, não só as doenças comuns que já citamos mas doenças como câncer, doenças infeccionas e imunológicas. E deixa também a recuperação mais lenta de quem pegou uma doença.
Saiba quais alimentos consumir para dar um up no seu sistema imunológico:

ALHO : Tem função imunoprotetora e uma dose de selênio e zinco, nutrientes importantes para evitar gripes , resfriados e outras doenças.

CEBOLA : É um potencializado da função imune, use sempre em temperos ou crua na salada.

LICHIA : Rica em vitamina C, auxilia na imunidade e tem propriedades anti-inflamatórias. 4

GENGIBRE : O gengibre auxilia nas defesa do organismo porque possui importante ação bactericida, além de boas doses de vitamina B6 e C. Pode ser adicionado no suco (1 colher de sopa de gengibre ralado, duas vezes por dia.

COGUMELO SHITAKE: O shitake é rico em lentinana, nutriente capaz de estimular a produção das células de defesa (macrófagos e linfócitos) e aumentar a imunidade. Utilizado em larga escala na comida japonesa, tem sido cada vez mais prescrito, graças aos seus aminoácidos e função imunoprotetora.

CASTANHA-DO-PARÁ : Segundo Lucianna Jardim, “a castanha-do-Pará é rica em selênio, poderoso antioxidante no combate aos radicais livres, que também turbina o sistema imunológico. Consumir uma ou duas por dia é suficiente para suprir as necessidades diárias de selênio”. O arroz integral, queijo cottage, gema de ovo, alho, cogumelos, sementes de girassol, cereais integrais.

IOGURT NATURAL : O iogurte natural é rico em lactobacilos com propriedades probióticas, que melhoram a flora intestinal e fortalecem o sistema imunológico.

VEGETAIS VERDE ESCURO : Brócolis, couve, couve de Bruxelas, rúcula e espinafre, mostarda fresca, pimentão, são fontes importantes de ácido fólico e vitaminas A, B6 e B12, que possuem papel na maturação das células imunes, ajudando na resistência às infecções.“Estes alimentos também são ricos em ácido fólico, nutriente que participa da formação de glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo”.
As hortaliças ricas em CAROTENÓIDES ou BETA-CAROTENO, aumenta o número de células que combatem as infecções. são aquelas que apresentam cor amarela, laranja ou vermelha e contêm carotenos, como beta-caroteno.Voce deve comer pelo menos cinco porções de frutas e legumes todos os dias.
FRUTAS CÍTRICAS : Laranja, acerola, limão, kiwi, acerola, e morango são ricas em vitamina C, antioxidantes, fibras, flavonóides e propriedades anti-inflamatórias. As frutas cítricas aumentam a imunidade , A VITAMINA C presente nestas frutas aumentam a células brancas e aumentam os níveis de interferon, o anticorpo forma uma película protetora nas células impedindo a entrada de vírus.

OUTROS ALIMENTOS COMO : Amêndoas, brócolis, acelga, mostarda, azeitonas, mamão, girassol, nabo. , ricos em VITAMINA E aumenta a produção de células B, as células imunes que produzem anticorpos que destroem bactérias. A vitamina E também pode reverter parte do declínio na resposta imunológica comumente associado ao envelhecimento.
Fontes:
Bem \Estar GNT g1.globo.com
corpo-saude.wmnett.com.br

Suco para aumentar a imunidade

Você vai precisar de:

1 limão (com casca)
Suco de 2 laranjas
2 maçãs
folhas de manjericão
1 pedaço de gengibre

Como preparar:

Bater todos os ingredientes no liquidificar ou passar tudo pela centrífuga e beber em seguida para  aproveitar os nutrientes
Se quiser pode acrescentar água.

Alimentos Saudáveis Para Aliviar Stress

tabela-de-calorias             O stress é apontado como um dos grandes males da sociedade moderna. Estudos conduzidos pela associação internacional dedicada à prevenção e estudo do estresse, a International Stress Management Association (Isma) aponta que ele atinge 70% dos brasileiros, um dos maiores índices mundiais,   resultado  de uma vida cada vez mais corrida e agitada. Em excesso, o stress causa angústia, nervosismo, irritabilidade, insônia e pode desencadear uma série de doença.

Para aliviar e reduzir os diversos efeitos do estress, especialistas indicam noites de sono bem dormidas, exercícios físicos regulares e tempo de lazer, “saber reconhecer e respeitar os próprios limites é um dos fatores de controle”, outra forma muito importante é a ingestão de alimentos saudáveis, “uma dieta equilibrada, balanceada, constituída de muitos vegetais, pouca gordura e pouco açúcar pode ajudar a combater o estress”

Ahhh…, tem mais uma dica hiper preciosa: DEIXE O CELULAR, TABLET, COMPUTADOR de lado. Desconecte-se.  Ok, é difícil ficar longe do celular. Sabemos o quanto é sofrido. Mas, experimente.

Alimentos que causam ou aumentam o estress:
Açúcar, refrigerantes, cafeína, álcool, sorvetes, batata frita, queijos amarelos, chicletes e doces em geral, energéticos, alimentos picantes, alimentos processados e industrializados como : salsichas, hambúrguer, linguiça, mortadela e presunto.

Cerais integrais como o trigo e a aveia: A aveia e outros hidratos de carbono também ajudam a aumentar os níveis de serotonina no cérebro. Na verdade o cérebro precisa de carboidratos e água para funcionar normalmente. É por isso que é essencial incluir bons carboidratos como a aveia na sua alimentação regular. Alimentos ricos em carboidratos: macarrão integral, batata, pão integral, mandioca, inhame, mandioquinha, batata-doce, feijão, grão-de-bico, ervilha e lentilha. no trigo possui trimetilglicina, uma substância que ajuda a melhorar a energia, o bem-estar e a concentração.
Mel – rico em triptofano, tem ação calmante que induz a sensação de bem-estar. Ajuda na flora intestinal, responsável pela produção de serotonina, que dá mais disposição e sensação de prazer.
Abacate – rica em ácido fólico, vitamina B3 e potássio, age sobre o sistema nervoso central, garantindo o efeito relaxante.

Banana – rico em triptofano, substância precursora da serotonina.

Nozes – Ajudam você a manter seu nível de açúcar adequado no sangue. Também contém muitas vitaminas do complexo B, que combate a fadiga.
Alface: substâncias encontradas principalmente nos talos das folhas como a lactucina e lactupicrina, atuam como calmantes naturais.

Espinafre e brócolis: previnem a depressão. Contêm potássio e ácido fólico, importantes para o bom funcionamento das células, assim como o magnésio, o fosfato e às vitaminas A e C e ao Complexo B, que garantem o bom funcionamento do sistema nervoso.
Laranja: promove o melhor funcionamento do sistema nervoso. É um ótimo relaxante muscular, ajuda a combater o estresse e prevenir a fadiga. A fruta é rica em vitamina C, cálcio e vitaminas do Complexo B. A ingestão de vitamina C inibe a liberação de cortisol, principal hormônio relacionado ao estress no corpo.

Castanha-do-pará: melhora sintomas de depressão, auxiliando na redução do estress. Também é rica em selênio, um poderoso agente antioxidante. Uma unidade ao dia já fornece a quantia diária recomendada de 350mg.

Alimentos ricos em vitaminas do complexo B: Quando o estresse está presente, o corpo utiliza a glicose desordenadamente, consumindo então as proteínas do músculo como fonte de energia. O ideal então é se alimentar de alimentos ricos em carboidratos complexos e uma dose extra de proteína magra como: leite em pó, queijo minas, amêndoas que contém vitamina B12; ovo, leite, banana, aveia, batata, ricos em vitamina B6.

Maracujá: Ao contrário do que diz a crença popular, a fruta não é calmante, mas sim suas folhas. As folhas contêm alcalóides e flavonóides, substâncias depressoras do sistema nervoso central (SNC), o conjunto do cérebro com a medula espinal, responsável pela sensibilidade e pela consciência. Por isso, elas atuam como analgésicos e relaxantes musculares .
 Frutas cítricas: Morango, laranja, kiwi, abacaxí, goiaba, acerola e maracujá são ricas em vitamina C, que ajuda na imunidade, diminui o risco de gripes e resfriados que afetam a energia. A carência de vitamina C também prejudica a absorção de ferro, contribuindo para a anemia e falta de disposição.

Maçã: A fruta é rica em actidina (uma enzima que melhora a circulação do sangue), potássio, vitamina A, B1, B2, e fósforo, que combate o estress e a fadiga.

Chás: maracujá, melissa, camomila.
Água: É sabido que nosso corpo é constituído por mais de 70% de água, então a água é fundamental para o bom funcionamento do nosso corpo .

Relembrando: praticar atividades físicas aliada a uma boa alimentação e uma boa noite de sono também pode fazer toda a diferença! 

 Imagem

Pressão Arterial – Alimentos que ajudam a combater a Hipertensão

images (5)

HIPERTENSÃO ARTERIAL – ALIMENTOS QUE AJUDAM OU PREJUDICAM.
Inimiga silenciosa: é dessa maneira que a comunidade médica costuma se referir à hipertensão.  90%Em boa parte dos casos, um destino melhor para os vasos sanguíneos depende do acompanhamento com o cardiologista e da escolha correta dos alimentos incluídos no cardápio. das pessoas com pressão arterial elevada não apresentam sintomas “Uma dieta balanceada, somada à prática de exercícios físicos, muitas vezes é o suficiente para prevenir e até mesmo controlar uma hipertensão mais leve”, afirma o cardiologista Marcus Bolívar Malachias, presidente do Departamento de Hipertensão da Sociedade Brasileira de Cardiologia.
Farelo de trigo e Farelo de aveia
São fontes de fibras, compostos que dificultam a absorção de gorduras e do colesterol ruim, o LDL. Por participar dessa faxina nas artérias, esses alimentos auxiliam o sangue a circular sem sujeiras no caminho
Sugestão de consumo
Misture os dois farelos e use 2 colheres de sopa do farelo em vitaminas, frutas ou refeições salgadas. Pode salpicar diretamente sobre os alimentos.
Morango , melancia, amora e outras frutas vermelhas.
Cientistas das universidades de east anglia, na inglaterra, e Harvard, nos estados Unidos, descobriram queda de 8% no risco de hipertensão em pessoas que consomem o morango e outras frutas vermelhas . O mérito parece vir de um antioxidante que dá cor a essas frutinhas, a antocianina. “ela atua na redução das moléculas de LDL, o mau colesterol, e no aumento do HDL, a versão do bem, o que beneficia a circulação”, “além disso, essa substância combate o processo inflamatório envolvido nas doenças cardiovasculares”, substâncias também encontradas em outras frutas vermelhas como melancia, amora e framboesa.
Sugestão de consumo
Inclua 5 morangos ou outra fruta vermelha no café da manhã ou tome o suco natural da fruta após as refeições.
Outros alimentos que ajudam a controlar e até a baixar a pressão arterial:
Soja, cereais integrais, semente de abóbora, aveia, azeite de oliva, alho, brócolis, espinafre, etc…
Enfim, ter uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, cereais integrais e castanhas e evitar os 3 itens abaixo que prejudicam a pressão arterial. Isto combinados a exercícios físicos regulares, é o segredo de uma vida saudável para os hipertensos.
Os inimigos da pressão
Enquanto alguns alimentos ajudam a afastar ou minimizar a hipertensão, outros funcionam como verdadeiros gatilhos para deflagrar e piorar a doença. É o caso do trio abaixo, considerado uma bomba para a saúde das artérias.

Sal: os brasileiros usam mais do que o dobro dos 5 gramas diários recomendados. Em exagero, o sódio faz o corpo reter água e a pressão decolar.

Álcool: bebidas alcoólicas
Açúcar: esse é outro ingrediente abusado por nossos conterrâneos. Açúcar demais favorece a obesidade, condição já ligada à compressão das artérias.
Fonte: Revista Saúde. Ed. Abril; Terra , saúde e nutrição.

NOSSO CORPO É UMA MÁQUINA

images (19)

Gosto da comparação de que o nosso corpo é uma máquina. Vamos imaginar que nosso corpo é um carro, para que o carro funcione é preciso além de todas as peças do seu maquinário estar em perfeitas condições, deve estar abastecido de combustível, certo? Para sabermos qual o combustível certo para o nosso carro  funcionar, temos que ler o manual do fabricante, pois, existem vários tipos de combustível, mas só o combustível indicado pelo fabricante é que vai fazer seu carro funcionar sem causar danos ao seu motor e a outras peças. Se seu carro foi fabricado para usar gasolina como combustível, o que acontecerá se você colocar óleo dísel? Com certeza ele não vai funcionar , e se funcionar vai causar danos a sua estrutura.

Pois bem, agora gostaria que você pensasse comigo, se uma máquina é danificada quando você usa o combustível errado, e não o indicado pelo fabricante, quanto mais nosso organismo que é uma máquina tão complexa e delicada. Nosso fabricante também deixou um manual onde ele diz qual o combustível que devemos usar para que a nossa máquina viva funcione sem ser danificada e cause muito sofrimento a nós, como as doenças tem trazido a todos as pessoas, e na maioria das vezes estas doenças são causadas pelo fato de não estarmos colocando o combustível certo . Este manual é a Bíblia e a ciência e a medicina vem confirmando ao longo dos anos tudo o que o nosso criador já tinha deixado pra nós na sua palavra.

Bem, algumas doenças causadas pela má alimentação, tanto em adultos quanto em crianças são a obesidade, elevação do colesterol ruim, gastrite, diabete, hipertensão, osteoporose, doenças cardiovasculares e até mesmo o câncer. Essas que alem de prejudicar visivelmente a saúde, algumas delas se não tratadas adequadamente podem levar até a morte.

O alimento é vitalmente necessário,  se ingerido de forma correta pode atuar de maneira positiva, promovendo saúde e não debilitando o organismo, refeições servem para prover vitaminas, sais minerais, proteínas, fibras criando melhor condição para o desempenho físico e não o contrário.

Estudos realizados pelas instituições : Universidade McMaster, Canadá; Hospital John Radcliffe e Hospital Oxford, Grã-Bretanha; Hospital Dante Pazzanese, Brasil e outros e divulgada pela revista Biological Psychiatry.  Publicou dados de uma pesquisa só entre pessoas com problemas cardiovasculares. Até o final das pesquisas foram registrados 5.190 eventos cardiovasculares. Segundo os resultados, as pessoas com a alimentação mais saudável, em comparação com aquelas com as dietas menos saudáveis, apresentaram um risco 35% menor de morrer por alguma complicação cardíaca. Elas também foram 28% menos propensas a sofrer de insuficiência cardíaca; tiveram um risco 19% menor de ter um AVC; e 14% menos chances de ter um ataque cardíaco. Isto são dados só desta pesquisa sobre doenças cardiovasculares, sem falar nas inúmeras doenças causadas pela má alimentação.

Mude seus hábitos alimentares e veja os resultados na sua saúde.

Marilda